Retomada das Cirurgias Oncológicas com segurança

Atualizado: 3 de Dez de 2020

Clique abaixo e faça o download desse texto em pdf!

Retomada_das_Cirurgias_Oncológicas_com
Download • 127KB





Saiba o impacto do atraso no diagnóstico e tratamento do câncer e o que os profissionais de saúde, clínicas e hospitais estão fazendo para superar este problema.


O novo coronavírus impactou em muito diversos setores da sociedade, incluindo os tratamentos de saúde que já estavam em curso ou prestes a ser iniciados. Por conta do grande número de casos da infecção, sua agressividade e elevado potencial de propagação, muitas cirurgias foram canceladas. Entre elas, as oncológicas.

Um levantamento, realizado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica entre março e junho deste ano, demonstrou que sete em cada dez pacientes com tumores deixaram de ser operados1. A pesquisa incluiu pacientes que não tiveram progressão da doença, cuja cirurgia eletiva foi adiada, e aqueles que desistiram de operar, por medo de infectar-se por COVID-19. Tais dados são muito preocupantes, pois sabemos que o atraso para início do tratamento impacta negativamente nos resultados oncológicos.

Tendo isso em mente, é importante que os pacientes sigam as orientações de seus médicos e que estes voltem às atividades, sem descuidar da segurança. Os profissionais da saúde têm seguido todos os procedimentos e protocolos existentes para evitar a contaminação pelo vírus, pois sabem os impactos que ele pode causar em um paciente com câncer.

Seguindo orientações das sociedades de especialidades 2, o Hospital Marcelino Champagnat, em Curitiba, montou um protocolo de acesso diferenciado à suas instalações, separando a entrada daqueles com suspeita, ou alto risco, para COVID-19, sem no entanto deixar de atendê-los. Isso inclui a equipe de saúde! Assim, há elevadores e corredores para o trânsito de pessoas, que não entram em contato com pacientes e profissionais relacionados ao tratamento por coronavírus. Quanto às cirurgias, as oncológicas estão autorizadas e, aos poucos, voltam a ser realizadas.

Entendemos os riscos e prejuízos para os pacientes, em suspender cirurgias, sessões radioterapia e de quimioterapia. Por outro lado, também entendemos os riscos da pandemia, para a saúde desta parcela vulnerável da população. Neste contexto, as clínicas de oncologia, como o Centro de Oncologia do Paraná e o OncoVille, rapidamente se adaptaram à nova realidade, buscando evitar a exposição dos pacientes.

Outra preocupação é o atraso para diagnóstico de novos casos de câncer, em pacientes pouco ou assintomáticos. É previsto um aumento no número de casos mais graves e, consequentemente, óbitos por câncer ao final de 2020 e em 2021. O verdadeiro impacto dentro da oncologia brasileira, em números, ainda não pode ser medido. Porém, alguns países já fizeram estas estimativas, sendo que na Inglaterra se espera aumento em 20% (cerca de 6.270 mortes a mais) por câncer, decorrentes de atraso no diagnóstico e tratamento 3.

Deixamos um recado aos pacientes, que ainda estão receosos em ir ao consultório, ou hospital. Há possibilidade de avaliações por telemedicina, que disponibilizamos via aplicativo da Doctoralia. Essa técnica tem limitações, como por exemplo, impede o exame físico. Porém, permite ao paciente mostrar exames já foram realizados e a entrega de guias, em formato pdf, para seguir com a investigação, procurando não perder tempo precioso.


Referências:

1. Pinheiro, RN et al. A assistência cirúrgica oncológica na era COVID-19: opiniões e consenso do campo de batalha. Rev. Col. Bras. Cir. (Epub), vol.47 Julho 2020. Disponivel em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S010069912020000100181&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

2. Vias Livres de COVID-19 - Mantendo / Retomando o tratamento seguro do câncer durante a pandemia - Versão 2C. Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica, SBCO – Maio 2020. Disponivel em: https://sbco.org.br/wp-content/uploads/2020/05/Vias-livres-de-COVID-SBCO-v2c.pdf

3. Lai A, Pasea L, Banerjee A, et al. Estimating excess mortality in people with cancer and

multimorbidity in the COVID-19 emergency. Apr 2020. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/340984562_Estimating_excess_mortality_in_people_with_cancer_and_multimorbidity_in_the_COVID-19_emergency.


#oncologia #cancer #pandemia #coronavirus #cirurgiaoncologica #tenhocancer #diagnosticodecancer #HospitalMarcelinoChampagnat #CentrodeOncologiadoParana #Oncoville #Curitiba #tratamentodocancer #cirurgiadocancer #cirurgiaooncologico #drcasteleins

Copyright (todos os direitos reservados) para o Dr. William A. Casteleins, CRM-PR 24.807






45 visualizações0 comentário